Baixa na venda de pcs e notebooks pode ser uma boa oportunidade para comprar um novo

Apesar das baterias para notebook que duram mais, da diminuição da espessura dos aparelhos e da melhoria na capacidade, a venda de notebooks e pcs teve queda de 37% em relação ao mesmo período do ano passado no mercado brasileiro. A procura por estes eletrônicos tem diminuindo ao longo do tempo, mas em 2014 a coisa piorou, ocasionada principalmente, pela procura dos aparelhos de TV, por conta da Copa do Mundo.

Os piores números da temporada em relação aos últimos anos

Ultrabook

Há modelos no mercado com baterias para notebook com duração de até 10 horas, como os ultrabooks, mas nem isso foi suficiente para aumentar as vendas. Com a baixa de 37% divulgadas pelo IDC Brazil Monthly PC Tracker, empresa especializada no segmento de pesquisa de mercado, consultoria em Tecnologia, mostram como o mercado está mudando por conta das novas tecnologias. Mais pessoas tem comprado tablets e smartphones devido a sua mobilidade e tamanhos reduzidos em relação aos pcs e notebooks. Mesmo com os incentivos, mas não foram suficientes para elevar os números que foram de apenas 915 mil máquinas vendidas, entre PCS e notebooks.

Em março a situação foi desanimadora principalmente pela alta de fevereiro, que foi de 16% em relação ao ano passado. Apesar dos bons resultados em fevereiro em março a queda era esperada, contudo menos acentuada dos números apresentados pelo IDC. O cenário econômico também foi determinante para a diminuição das vendas, se tornando um grande impacto para o mercado de PCs.

A oportunidade é agora

Com a baixa nas vendas é possível que as empresas, principalmente as varejistas diminuam os valores para que a situação possa apresentar melhora. Essa é uma boa oportunidade para quem quer substituir o notebook ou PC e adquirir um modelo mais recente, com uma configuração mais potente. Os modelos do ano passado, que são bons e apresentam boas configurações terão uma queda mais significativa. Dessa forma quem precisa de um aparelho de entrada também será beneficiado pela queda nas vendas. Agora resta saber se essa será uma coisa boa ou ruim.

UltrabookO que esperar do mercado

A Sony foi uma empresa que já abandonou o mercado de PCS e vendeu a marca para outra companhia japonesa, contudo não é esperado que outras companhias famosas façam o mesmo. O cenário ainda é muito conflitante e não da para prevê o que acontecerá nos próximos meses. Os mais otimistas afirmam que haverá melhoria na atual situação e as vendas se estabilizarão, mas será preciso novos incentivos, diminuição nos preços e mais criatividade por partes das empresas.

A HP, por exemplo, já está trabalhando com novas plataformas e está para apresentar um modelo com sistema operacional Android. O que já foi feito por outras fabricantes, como Acer e até mesmo a Lenovo, que atualmente é a líder de mercado e também está sendo afetada pela situação atual. A empresa chinesa atua em diferentes segmentos de eletrônicos e atualmente, está focando na linha de smartphones para contornar a crise. Recentemente ela adquiriu a CCE para aumentar sua atuação no mercado nacional, buscando, principalmente, tomar o lugar da Positivo, atual líder de vendas aqui no Brasil.

No comments yet.

Deixe uma resposta

*