Como escolher uma equipa de basquetebol

Afundanços, “alley-oops”, lançamentos em queda à retaguarda, lançamentos à tabela, dribles mirabolantes, quedas em cima dos espectadores, esforço, dedicação, atletismo, resistência. Estes são apenas alguns dos adjetivos que proporcionam a magia do basquetebol.

Quem não se recorda dos famosos Bulls liderados pelo extraordinário e místico técnico Phil Jackson? Air Jordan, Scottie Pippen, Dennis Rodman, entre outros. Lembram-se destes fantásticas personagens que compunham uma equipa que ainda hoje é falada como a melhor de todo o sempre? E Shaq e Kobe? E nos nossos dias Kevin Durant, Lebron “The King” James, Dwyane Wade, Calderón, Pau Gasol?

Vendo estes nomes só nos resta fazer uma vénia à qualidade do basquetebol atual. É sem dúvida um desporto que cativa miúdos e graúdos, gente de todos os cantos deste nosso planeta, independentemente da religião e da raça. Movimenta massas, enche pavilhões.

Sendo o ser humano capaz de gostar e de apreciar o jogo mesmo sem torcer por um clube/equipa em particular, tudo se torna diferente quando somos movimentados e gostámos realmente de uma equipa. Quando jogam a adrenalina corre pelas veias, o coração palpita e em cima da buzina (num lance para decidir uma partida) este parece mesmo parar. Lágrimas correm pelo rosto nas derrotas, sorrisos brilham nas faces no momento das vitórias. Mas então como escolher uma equipa? Como saber por quem torcer?

Como escolher uma equipa

Existem determinados critérios específicos para a escolha de uma equipa de basquete e, normalmente, os adeptos mais apaixonados regem-se pelos seguintes:

Espetáculo

Uma equipa que proporcione espetáculo será sempre alvo da atenção dos espectadores. Muitos afundanços, imensos “alley-oops”, correrias, contra- ataques, entre outros pormenores técnicos. Isto é dar um autêntico show aos espectadores. E para quem ainda não tem equipa, vendo uma equipa destas, facilmente se sentirá atraído a elegê-los como favoritos.

Títulos

Gostar da equipa vencedora é também uma forma de se optar. Principalmente quando se é jovem, existe uma grande tendência para torcer pela equipa que mais vence, nomeadamente a que tem mais títulos no seu currículo.

Influência da família

A família poderá exercer uma forte pressão para que se torça por determinado clube e por razões sentimentais as pessoas seguem os gostos dos seus familiares. O facto de um familiar levar um miúdo a um recinto desportivo pode fazer com que o petiz seja do clube do familiar mais velho.

Equipa da cidade

E porque não torcer pela equipa da cidade? É uma excelente opção! Fica-se intimamente ligado à equipa pelas razões óbvias, sendo que existem ainda outras vantagens como o facto de se poder ver os jogos no pavilhão local.

Estilo de jogo

Certamente há quem aprecie um estilo de jogo mais racional e mais pausado, um estilo de jogo pautado pela objetividade e eficiência. Do lado oposto teremos um estilo de jogo de contra-ataque, com muita correria, tiros de três pontos, em suma, um estilo de jogo menos eficiente mas mais espetacular. Por aqui também será possível eleger a equipa favorita de acordo com a forma de jogar.

Jogadores

Muitas vezes a dedicação para uma equipa deve-se ao facto de lá existirem jogadores dos quais gostámos e admirámos. Estes chamam a nossa atenção, prendem-nos ao ecrã e acabámos por nos identificar com aquele clube.

Uma questão de fé

Por vezes nasce-se com o coração de determinada cor e aí não há nada a fazer. Irracionalmente apoia-se uma equipa, sem se conseguir explicar o porquê. É a fé por um determinado clube e não haverá razão mais forte que esta!

Podendo ser referidas muitas mais formas de escolher uma equipa, estas são todas opções válidas. O importante é o desporto, é o fair-playe o ambiente que se vive no seio destes jogos. Importante é o basquetebol! Importante é ir para o pavilhão apoiar a equipa como se este fosse o jogo mais importante de toda a carreira do clube! Desfrutem desta bela modalidade!

No comments yet.

Deixe uma resposta

*