Como funciona o forno micro – ondas

O forno micro – ondas é uma das grandes invenções do século XX e está presente em muitas casas. Mas você sabe como ele funciona? Diferente do forno elétrico, cujo calor usado para aquecer alimentos vem da resistência elétrica, o micro – ondas funciona com ondas eletromagnéticas que agitam as moléculas de água do alimento. Essa agitação gera o calor necessário para aquecer os alimentos. As ondas também são absorvidas por açúcares e gordura e são convertidas em movimentos, capazes de aquecer o alimento. O interessante é que vidro e plástico não absorvem as ondas e o metal as reflete, por essa razão ele não deve ir  ao forno micro – ondas, podendo causar acidentes sérios.

Como não utiliza a resistência elétrica para gerar calor, o forno micro – ondas consome menos energia que o forno elétrico. Isso porque, a resistência elétrica transforma a energia elétrica em energia térmica e essa transformação faz com que a energia consumida seja maior que no forno micro – ondas. Essa é uma das razões que o torna mais vantajoso que o forno elétrico. Sem contar a possibilidade de utilizar recipientes plásticos em seu interior e o tempo para cozimento que é menor, já que o forno elétrico precisa de tempo para gerar o calor para aquecer os alimentos.

História

MicroondasA ideia de usar as ondas para cozer alimentos aconteceu por acaso, quando Percy Spencer funcionário da empresa Raytheons, estava trabalhando com magnetrons para radares. Em um determinado dia, Percy mexia com um aparelho de radar e notou uma sensação estranha e repentina. Ele viu que uma barra de chocolate no seu bolso havia derretido e isso não aconteceu por acaso. Percy era esperto e entendeu que as ondas poderiam cozinhar os alimentos e tentou preparar outros. O primeiro micro – ondas se portou bem com pipoca, mas o ovo não foi muito bom, pois explodiu devido a pressão.

O criador já havia notou as propriedades das micro – ondas e em 1946 a empresa que trabalhava, a Raytheon patenteou o processo de cozinhar por micro-ondas e no ano seguinte já estavam construindo os fornos para comercialização. O Radarange era um pouco diferentes dos modelos atuais, pois tinha 1,70 m de altura e pesava 340 kg. Para funcionar corretamente, tinha um sistema de refrigeração a água e produzia 3000 watts, o que é cerca de 3 vezes mais a quantidade de radiação produzida por fornos de micro-ondas convencionais.

Funcionamento

Microondas

Um campo elétrico contínuo é aplicado entre dois pontos distintos do forno, chamados de ânodo e o cátodo. O campo de tensão entre os dois é de vários kV (cerca de 4000 V), com espaço de ação muito pequeno, de apenas alguns milímetros. Os elétrons que são liberados pelo cátodo são acelerados pelo campo elétrico e por essa razão é necessário a presença de imãs para dar um movimento circular as ondas.

O campo magnético cria uma espécie de nuvem eletrônica capaz de acelerar as ondas. Em seguida, as cargas geradas e que transitam entre o ânodo e o cátodo interagem com as cavidades gerando ações eletromagnéticas. Essas ações são direcionadas e permitem cozer os alimentos perfeitamente.

No comments yet.

Deixe uma resposta

*