Contraceptivos: Como evitar uma gravidez indesejada

São muitos os fatores que fazem com que as mulheres não queiram engravidar, seja devido à idade, condição financeira, falta de um plano de saúde, entre outros. Mas de fato, enfrentar por uma gravidez indesejada não é fácil, pois essa situação afeta diretamente a condição psicológica, física e emocional da mulher, além de afetar o pai e a família dos envolvidos. Apesar disso, ninguém está livre de enfrentar tal condição que exige um planejamento, pois se trata de uma grande responsabilidade.

Mesmo com o grande número de possibilidades existentes para evitar que esse problema aconteça, a gravidez indesejada faz parte da realidade de muitas pessoas, sendo que quando acontece é possível que a pessoa assuma a condição e mesmo diante das dificuldades seguem em frente, conseguindo realizar um ótimo trabalho de forma a criar o filho da melhor maneira possível, mas por outro lado, muitas pessoas acabam optando pela realização do aborto, ou abandonando seus filhos logo após o nascimento, fato que pode resultar graves consequências como, culpa, autodestruição, entre muitas outras dificuldades psicológicas.

Existem inúmeros métodos contraceptivos simples e ao alcance de todos

Atualmente existem inúmeros métodos contraceptivos simples e ao alcance de todos que podem evitar sofrimentos desnecessários. Dessa forma, procure informações sobre os métodos existentes e escolha qual é a melhor opção para você se prevenir de uma gravidez indesejada.

Um dos métodos contraceptivos mais utilizados é a pílula anticoncepcional, sendo o Microvlar uma ótima opção, que possui ótimos resultados em relação à prevenção da gravidez, assim como atua na regularização do ciclo menstruação, diminui a TPM e as cólicas menstruais. Outra boa opção de anticoncepcional é o Ciclo 21, que se trata de um método seguro, que permite que a mulher mantenha as relações sexuais sem precisar se preocupar com a gravidez. Para isso, as pílulas devem ser administradas corretamente, seguindo as indicações da bula o do médico.

No comments yet.

Deixe uma resposta

*