Convivendo com a psoríase no couro cabeludo

psoríase no couro cabeludo
Saiba que a psoríase é uma doença de pele considerada muito comum, a doença é devidamente caracterizada por diversas lesões avermelhadas e descamativas, geralmente ocorre em placas. Estas placas por sua vez, aparecem com uma maior frequência nas regiões de couro cabeludo, nos cotovelos e joelhos, em contrapartida os pés, mãos, unhas e a região genital pode também ser afetada por este tipo de problema. Toda a extensão de psoríase varia bastante desde pequenas lesões localizadas, até mesmo um comprometimento total de nossa pele.

A doença é crônica, autoimune, onde o organismo ataca ele mesmo, além de não ser contagiosa e que poderá ser algo recorrente. A doença conta com uma gravidade variável, o que poderá apresentar desde algumas formas mais leves, e que são facilmente tratáveis, até situações mais extensas, que levam na maioria das vezes a uma incapacidade física.

Quais são as causas da psoríase no couro cabeludo?

É importante citar que não se sabe claramente a situação exata da psoríase. O que se pode acreditar até agora é que no nosso sistema imunológico deverá existir uma célula conhecida como T, o que percorre todo o corpo humano na busca dos elementos considerados estranhos, entre eles os vírus, bactérias, etc, com o intuito de os combater. Caso a pessoa tenha psoríase, as células T atacam as células saudáveis da pele, como se cicatrizasse uma ferida ou tratasse uma infecção, o que não acontece.

Existem alguns fatores que podem desencadear a psoríase no couro cabeludo, entre eles podemos citar:

As infecções de garganta e infecções existentes de pele.

As lesões de pele, como por exemplo as feridas, os machucados, as queimaduras de sol, ou ainda outras que podem vir de natureza física, química e elétrica, além de cirúrgica ou inflamatória também.

O estresse e as variações climáticas também podem desencadear a psoríase.

O fumo, e o consumo excessivo de álcool.

Os medicamentos, como por exemplo alguns prescritos para o transtorno bipolar, a pressão alta e a malária também podem desencadear a doença.

As alterações bioquímicas, ou seja, alterações de metabolismo, e de algumas substâncias da pele também podem desencadear a psoríase de couro cabeludo.

 

No comments yet.

Deixe uma resposta

*