Dermatite de Contato, Causas, Sintomas e Tratamentos

A dermatite de contato está classificada na categoria das alergias cutâneas.

As alergias cutâneas podem ser provocadas pelo contato direto com agentes sensibilizantes ou por alérgenos inalados, ingeridos ou até administrados por injecção.

A pessoa que se apercebe que sofre deste tipo de reacção deve ir de imediato ao médico, a fim de evitar possíveis consequências graves. Muitas das vezes, somente um especialista em dermatologia ou em alergias poderá identificar uma alergia cutânea, fazendo a distinção de outras doenças da pele.

Alergias da Pele Devidas a Contato (Dermatites de Contato)

A mais conhecida e comum é provocada pelo sumagre venenoso. No entanto, existem inúmeras outras substâncias que podem despoletar as dermatites de contato, tais como óleos industriais, medicamentos, cosméticos, perfumes, sabões, dentífricos, roupas confeccionadas com determinados materiais ou tratadas com certas substâncias ou tintas.

A erupção cutânea pode afetar uma ou várias zonas corporais a ser acompanhada de espirros entre outras perturbações nasais.

Reações: Urticária

Usualmente a urticária é provocada por alimentos, no entanto pode ser despoletada por medicamentos ou alérgenos. Normalmente, manifesta-se pela repentina erupção de manchas avermelhadas e edemas que podem abranger grandes extensões da pele e prolongar-se entre umas horas e um ou mais dias. As manchas são, normalmente acompanhadas de prurido intenso que provoca grande sofrimento.

Nesta situação, pode-se obter alívio imediato com a aplicação de compressas embebidas em leite gelado ou, em casos mais graves, com um banho de imersão, em águas morna, e a administração de um antialérgico. Porém, nestas circunstâncias deve-se consultar imediatamente um médico.

Tratamento da alergia de contato

Quem sofre deste tipo de alergia deve tomar as precauções que se seguem:

– Consultar o médico com brevidade;

– Conservar uma boa saúde. O repouso, o ar livre e uma alimentação equilibrada contribuem para evitar este tipo de doenças e para acalmar a alergia da mucosa nasal e dos brônquios;

– Evitar tensões e distúrbios emocionais. Existe uma ligação entre as alergias e as emoções;

– Estar atento a todos os possíveis alérgenos;

– Fazer testes com a medicação. Por muito ligeira que seja a alergia, deve-se fazer testes adequados antes de utilizar quaisquer medicamentos, soros ou vacinas. De contrário, corre-se o risco de ter uma reacção grave a um medicamento.

Leia Também sobre Dermatite nas mãos

No comments yet.

Deixe uma resposta

*