Dicas para tratamento da psoriase no cotovelo

psoríase no cotovelo
É comum, durante o tratamento do psoríase no cotovelo que o paciente sinta certos sintomas e efeitos colaterais como por exemplo diarreia e febre.Os efeitos colaterais não são provenientes da doença e sim de uma reação a aplicação de determinado tratamento na pessoa mas esta reação costumeiramente não é uma reação que da em todas as pessoas.

Para combater estes efeitos colaterais, a primeira dica é antes de fazer o tratamento seja aplicando creme ou tomando remedios orais ou biologicos se deve consumir algum tipo de alimento solido.Os alimentos solidos são particularmente uteis para atenuar os efeitos colaterais dos remedios e agentes biologicos aplicdos durante o tratamento nunca consuma remedios e agentes biologicos de estomago vazio.

Para combater, os efeitos causados pela fitoterapia como por exemplo as queimaduras que a aplicação de raios UV pode causar na pele é colocar por alguns minutos compressas umidas sobre o local onde foi causada a queimadura não use pasta ou pomada no local sem indicação de seu medico isto pode piorar o estado da psoríase no cotovelo.

Outra dica, é procurar ter forças para superar os efeitos do tratamento busque por pessoas que tem esta doença pesquise em redes sociais por pessoas que tem esta doença converse com as mesmas passe o seu exemplo a elas e pergunte a elas como elas lidam com a questão do tratamento ir em grupos de auto ajuda também é uma forma de buscar superar o tratamento eficaz da psoríase no cotovelo.

Busque por informações, a informação é a única forma de você derrotar a doença leia materiais,pesquises e associações que trabalham com pessos que tem a esta variação em questão e outras variações desta doença veja sempre por pesquisas de novos remedios e de novas formas de tratamento contra a psoríase.

Uma dica importante, é que a doença não é maior do que você mas sim um simples problema a ser resolvido pense na doença como uma forma de aprender e se rever enquanto ser humano e enquanto ser vivo pensar assim ajuda a superar a doença em si.

 

 

No comments yet.

Deixe uma resposta

*