Dieta para Ginecomastia de Grau 1

A dieta é uma das armas do homem contra o seu grande problema que é a ginecomastia grau 1 e o crescimento anormal das mamas masculinas.

Mais comuns do que as pessoas pensam, a ginecomastia, em vários graus, de várias formas, atingindo homens de todas as idades, está muito presente na vida dos homens, adultos e jovens. O que significa que nem todos podem apelar para cirurgia e nem é mesmo o caso em muitos atingidos pelo problema.

Uma das formas de solucionar a ginecomastia de grau 1 sem o uso de cirurgia é por meio de uma dieta correta, uma reeducação alimentar, se preferir. Veja a seguir dicas para conseguir essa dieta.

O que é ginecomastia Grau 1?

Pacientes com grau 1 de Simon (especialista que propôs a classificação em 1973 e que é a mais utilizada no mundo) geralmente apresentam uma massa de glândula mamária abaixo da aréola de não mais que 250g, a qual fica saltada, principalmente quando o mamilo se contrai. Este pequeno aumento do volume mamário já é capaz de incomodar no uso de camisas justas, que ficam marcadas na região do mamilo.

Fatores da alimentação

A péssima nutrição pode, sim, acarretar na ginecomastia de grau 1 e também grau 2 e 3. Quando o corpo masculino é privado de determinados nutrientes fundamentais para o nosso organismo, além de vitaminas, proteínas e gorduras, os níveis hormonais podem cair.

Entre elas a produção de testosterona que dependem dele, aumentando o desiquilíbrio essencial entre estrogênio e testosterona, podem causar ginecomastia. A produção adequada de testosterona é fundamental para o desenvolvimento normal das características sexuais secundárias, especialmente em garotos e homens jovens.

E mesmo quando muitos acreditam que estão se alimentando corretamente, muitas vezes, não estão.

Alguns alimentos como a soja (substituta da carne para muitos vegetarianos), grão de bico e feijão-frade são ricos em compostos parecidos com ao estrogênio, chamados de fitoestrogênios.

Atualmente, uma geração de jovens se alimentam desses grãos muito mais do que aconteceu no passado, auxiliando no surgimento precoce da ginecomastia. Outro fato preocupante vem das práticas agrícolas modernas, que colocaram alimentos como carne vermelha e frango na lista de perigo por conta de aumento dos níveis hormonais.

Alimentos crus

Os alimentos crus não processados ou cozidos como acontece com a maioria dos alimentos. Entre os mais comuns à disposição estão as frutas cruas, os legumes, nozes, grãos germinados, produtos lácteos e legumes.

Tais alimentos contêm mais nutrientes, antioxidantes e enzimas importantes para o equilíbrio hormonal. Por isso, além de evitar alimentos que contêm hormônios e fitoestrógenos, adicionando alimentos à sua dieta você pode reduzir o estrogênio e aumentar a produção de testosterona, o que é benéfico, também. Os seguintes legumes contêm indol-3-carbinol, que estimula a produção de testosterona: brócolis, couve-flor, couve de bruxelas, repolho, couve, nabos, agrião, mostarda, rabanete, nabo e couve.

É bom deixar claro que a ginecomastia pode surgir mesmo que sua alimentação seja impecável. Nesses casos, consulte um especialista.

No comments yet.

Deixe uma resposta

*