ESTRESSE: será doença ou não?

Numa situação de estresse as glândulas suprarenais aumentam a sua produção de adrenalina, hormona que provoca a contração dos músculos e acelera a rapidez de reação esta capacidade de reação é essencial para a sobrevivência. Não obstante se as situações de stress se produzem repetidamente ou se prolongam provoca mal-estar e um grande cansaço físico que sem ajuda vai-se refletir na saúde.

estresse

Sintomas e as possíveis consequências do estresse:

  • Dor de cabeça
  • Predisposição a gripes e constipações
  • Problemas cardíacos e gástricos
  • Erupções na pele
  • Asma
  • Insónia
  • Ansiedade e depressão
  • Suores anormais
  • Impotência ou esterilidade

Como nos apercebemos que se sofre de estresse? Em primeiro lugar temos que aprender a observarmo-nos ser recetivos ao que acontece em nosso redor e sobretudo prestar atenção aos sintomas típicos do stress:

FADIGA um dos sintomas mais claros do stress é ter a sensação que ao levantar pela manhã de não ter descansado. Levantar conforme se deitou com o mesmo cansaço. Ter a sensação de não ter descansado.

PROBLEMAS de RELAÇÃO este sintoma aparecem numa segunda etapa. A pessoa submetida ao stress tem dificuldade para suportar o contacto com os outros e nega-se a conhecer gente nova, preferindo estar só. Por conseguinte a sua relação pessoal com as pessoas em seu redor, familiar e amigos degrada-se.

DESÂNIMO e ABULIA (ausência de vontade) as pessoas submetidas ao stress sentem-se incapazes de resolver inclusivamente os problemas mais mínimos que sejam. Não encontram a saída para determinadas situações.

Basta qualquer pequeno problema para que se deixem vencer pelo desânimo, até ao ponto do seu comportamento deixar de ser natural. Estas pessoas não mostram interesse por nada, fogem das situações agudas que podem ter algum contratempo e refugiam-se num mundo fechado e limitado etc.

Em tais condições dificilmente podem escapar da depressão.

No comments yet.

Deixe uma resposta

*