Faça você mesmo – Quadro com recortes de papel

A sua personalidade deve ser acompanhante fiel da sua casa, ainda mais se for com algo que você mesmo fez. Que tal criar quadros com mosaicos de papel? Coloridos, dão alegria ao ambiente e energizam a casa. Passo a passo, este artigo vai mostrar como é a produção:

1º passo: Escolha do papel

A qualidade do papel é fundamental, pois, como utilizaremos bastante cola branca, é necessário que a fibra seja mais resistente. Papel mais encorpado de revistas, folders, flyers, panfletos e folhetos distribuídos na cidade são ricos materiais para este tipo de trabalho.

O interessante é que há o aproveitamento de material possível de ser descartado pela sociedade, contribuindo assim com o meio ambiente.

2º passo: Recorte

Com o material em mãos, separe por tons de cores que deseja colocar no quadro. Fica mais interessante se os papéis não forem cortados do mesmo tamanho e forma. Recorte alguns quadrados, outros retângulos, uns com um lado maior, e assim vai… do jeito que sua imaginação mandar.

Imagine que entreguem para você na rua um flyer qualquer, rico em cores, então recorte-o separado por cores (rosa, laranja, verde, roxo), descartando o que vem escrito. Separe as cores em potinhos para facilitar a colagem.

3º passo: Escolha a base do quadro.

Se você enjoou daquele quadro sem graça, mãos à obra! A sua arte será feita por cima deste quadro. Caso tenha alguma madeira compensada, também pode ser usada.

4º passo: Faça o esboço do desenho

Com a base escolhida, faça o contorno a lápis do desenho que estampará seu quadro. O contorno precisa ser de aproximadamente 2 cm, na largura do pincel que será utilizado para contornar.

5º passo: Cole os recortes

Com a ajuda de um pincel grosso, passe cola branca nos recortes e vá colando-os, como se fosse compor um mosaico. Não avance o espaço do contorno.

6º passo: Contorne

Com tinta guache preta, contorne todo o desenho, evitando espaços vagos.

7º passo: Impermeabilize

Para finalizar, passe uma camada de verniz em spray no quadro. Assim, sujeira e água não irão interferir no papel. São dois tipos de verniz no mercado: brilhante o fosco. A vantagem do fosco é que, mesmo com a luz do ambiente acesa, não refletirá no quadro.

Veja que interessante ficou a arte baseada no quadro “Abraço”, de Romero Brito:

Agora é com você! Deixe a criatividade se soltar e divirta-se!

No comments yet.

Deixe uma resposta

*