Gravidez com faixa na barriga? Pra que isso?

Aposto que quem perguntou isso não tem filhos, ou está no início da gestação. O peso não está incomodando e o mundo parece conspirar ao seu favor. Vai sim, mas só até o sexto mês porque, do sétimo pra frente a coisa vai ficar pesada. Beeem mais pesada!

É a partir do sétimo mês que o bebê passa para a fase de ganho de peso rápida. A fome da mãe aumenta por causa disso, assim como a sede. Vai ter sempre um biscoitinho na bolsa, uma garrafinha de água e ela não vai ficar a mais de duas quadras de uma boa lanchonete (vai que a munição na bolsa acaba, não é?). E é aí que a barriga de repente vai crescer rapidamente, do nada. Se a pele não estiver bem preparada, podem surgir as temidas estrias, não só por causa do aumento súbito da superfície da barriga mas também pelo peso repentino, que a pesa para baixo. É por isso que nessa época, entre as roupas para grávida, devem constar também as faixas.

Seguuuuuura, peão! Ou peoa… ou… ah, deixa

Crescimento  da barriga durante a gravidez

Não é brincadeira! Costumamos falar só do aumento de peso da gestante, mas a barriga, sozinha, pode aumentar mais de 5 quilos, sabia? Isso somando o peso do útero aumentado, do líquido amniótico, do acúmulo de gordura local e também do bebê (de tamanho “normal”, entre 2,5 a 3,5 quilos). Haja! É coisa demais! Imagine tudo isso pesando de uma hora para a outra? É por isso que a pele sofre tanto: o esticão acontece num período de tempo muito curto e muitas vezes as células não conseguem se multiplicar a ponto de compensar o novo volume. Aí acontecem as estrias.

Mas não é só isso. Além dessas marcas temidas na pele, tem também o desconforto causado pelo peso. Perceba que, mesmo que todo o corpo ganhe peso, a barriga sem dúvida é a que ganhou mais. É uma região muito pontual do corpo, e essa concentração de peso super localizado tende a desequilibrar o caminhar da gestante.

Tá tudo na faixa

Faixa maternal e abdominal para gestanteO uso da faixa abdominal (veja bem: é faixa abdominal para gestação, e não aquelas cintas de melhorar a silhueta, olhe lá…) ajuda nesses dois aspectos. Ela atua como se fosse um “músculo” auxiliar, ajudando o corpo da mãe a sustentar o peso da barriga, ajudando no equilíbrio e diminuindo a sobrecarga na pele. O resultado é óbvio: menos estrias (ou nenhuma) e caminhar mais equilibrado, diminuindo o risco de tombos.

“Ah, mas essas faixas são tão feias!” Bom… de fato elas não são lá muito estéticas. Mas vamos conversar aqui: elas não são feitas para isso, não é? A função delas é melhorar a qualidade de vida da gestante, e isso elas cumprem muito bem. Além do mais, elas vão ficar por baixo da roupa, ora bolas! Não tem problema elas não serem atraentes, elas só precisam deixar a vida da grávida mais leve (com o perdão pelo trocadilho)!

Existem faixas de todos os tipos; a maioria tem aquele desenho conhecido: uma faixa ao redor da cintura e pronto. Mas algumas, projetadas para casos mais específicos (como gravidez gemelar ou ganho exagerado de peso) costumam trazer um reforço extra: ou uma faixa a mais, ou mais largas. O importante é conversar com sua médica e seguir a indicação que ela passar sobre qual modelo usar, ok?

No comments yet.

Deixe uma resposta

*