Incrementando o currículo

Os estudantes de hoje são definitivamente diferentes dos de antigamente. São mais alegres, têm mais facilidade para conciliar a vida acadêmica intensa com a agitadíssima vida social dos tempos atuais e o principal: têm muito mais oportunidades para engordar o currículo. Entre livros e festas, sempre aparece um curso, um congresso, um seminário… e quem sabe um intercâmbio. Sim, um intercâmbio! Esse tipo de oportunidade é mais comum e ocorrer em universidades federais, devido a auxílios e programas de relacionamento internacional entre o governo do Brasil e de outros países, mas em algumas faculdades particulares também é possível encontrar oportunidades assim.

Estudar no exterior.

Estudar no exterior.

A grande vantagem do intercâmbio é a multiplicidade de conhecimentos que o intercambista pode aproveitar. Em geral, são programas com previsão de cursos de aperfeiçoamento na área de estudo do aluno, ou mesmo oportunidade de trabalho temporário – e ainda tem a vantagem do aprimoramento do idioma daquele país. São duas vivências em uma só; além do fato de conhecer mais da cultura e do povo de lá. A maioria dos estudantes têm grande interesse em participar de algo assim – e se você também tem mas não sabe mesmo quanto custa um intercâmbio, vamos dar umas dicas aqui para te orientar.

Vai pouca gente

O intercâmbio é uma oportunidade incrível, mas muito limitada em termos de vagas. Isso porque um intercâmbio é caro para ambas as instituições e não pode acontecer por acontecer: em geral, vai um aluno daqui para lá e vem um de lá para cá, e ambos deverão participar de um curso ou outra experiência acadêmica programada pela instituição hospedeira. Essa é a principal função do intercâmbio. Não existe um que permita meramente passear pelo país do outro: o motivo é sempre de finalidade acadêmica (o que não impede passeios nas horas vagas).

Convivendo com outros povos e culturas.

Convivendo com outros povos e culturas.

Esse curso tem um custo próprio dele, que diz respeito a material didático (se houver), pagamento e funcionários, infraestrutura, instrumental (se houver), etc. Em geral, os custos desse curso são totalmente cobertos pela instituição de origem (no caso, a sua), através de programas de fomento à pesquisa, como Capes, CNPq, Fapemig, Fiesp, etc. Quando não são totalmente cobertos, cobrem a maior parte do valor. “E quanto custa um intercâmbio?”. Depende do país hospedeiro e do tempo de duração, que pode ser de algumas semanas até três meses.

Tem ainda os custos da viagem (normalmente, de avião), de hospedagem e de alimentação, além de um seguro-saúde obrigatório. A hospedagem varia muito: pode-se conseguir um alojamento na instituição hospedeira ou até mesmo a família do aluno que virá para cá em intercâmbio com você! Essa é uma grande experiência, pois em geral estas famílias são hospitaleiras e dão muita assistência ao intercambista.

Documentação

Por se tratar de viagem internacional, o intercambista deve ter disponíveis todos os documentos solicitados pelo programa de intercâmbio, e isso inclui: RG, CPF, título de eleitor, passaporte, comprovante de matrícula na instituição de ensino e de vínculo ativo (para garantir que ex-alunos não se beneficiem irregularmente), comprovante de residência, telefones de contato e, algumas vezes, laudos médicos atestando boa saúde. Em alguns casos, o intercambista deve comprovar que tem recursos financeiros suficientes para pagar as despesas que terá de maneira antecipada, em casos em que o valor só é restituído (parcial ou integralmente) no retorno do aluno.

Documentos necessários para viajar.

Documentos necessários para viajar.

Como alguns documentos são mais demorados (passaporte, por exemplo), as inscrições para concorrer a uma vaga do intercâmbio começam bem antes da viagem, para que o aluno tenha tempo hábil para providenciar tudo.

Se apareceu uma oportunidade assim na sua faculdade, procure os responsáveis pelo programa e tire todas – todas! – as suas dúvidas: local, tempo de duração, valores, cobertura dada pela instituição, reembolsos, riscos, benefícios, etc.. Boa sorte!

No comments yet.

Deixe uma resposta

*