Microescleroterapia (microinjecções para microvarizes)

O que é a microescleroterapia?

Este tratamento é semelhante ao tratamento das varizes por injeções (escleroterapia), mas os esclerosantes injectados nas veias são diferentes e as injeções são dadas com agulhas muito finas (microagulhas). Ao injectar uma pequena variz, as outras que estão proximas também são preenchidas por esclerosante. A prática correcta da microescleroterapia requer muita experiência. Existem diferentes tipos e concentrações de esclerosante que podem ser injectados – alguns são mais indicados para veias de maior calibre e outros para veias de menor dimensão.

No caso das veias muito finas, o esclerosante é injectado na veia e a área é pressionada durante um ou dois minutos. Para as veias de maior calibre, é necessário algum tipo de compressão (com uma meia ou ligadura). No entanto, não é necessário manter a compressão da perna por tanto tempo como na escleroterapia das varizes; as indicações variam muito, dependendo do médico e do tamanho das veias – desde 24 horas a uma semana ou mais de compressão.

Se as varizes pequenas forem poucas, poderá ser possível injectá-las todas numa única sessão. Se houver muitas, em ambas as pernas, poderá ser necessário realizar várias sessoes de microescleroterapia, o que se deve à necessidade de limitar a dose de esclerosante e dependendo também da tolerância do doente.

Pós operatório

Durante as primeiras semanas, as áreas injectadas podem apresentar alguns hematomas e inflamação, que acabarão por desaparecer ao fim de três ou quatro semanas, tornando-se claros os resultados do tratamento. As pequenas varizes podem continuar a secar durante mais de três meses. Normalmente, as consultas de acompanhamento realizam-se todos os meses.

Quais são os riscos da Micro escleroterapia?

O principal risco da micro escleroterapia das pequenas varizes são as manchas acastanhadas que podem surgir na pele, apos a administração da maioria (mas não todos) dos tipos de esclerosante. lsto é imprevisível e é sempre um pequeno risco. Muitas vezes, estas manchas desaparecem ao fim de algumas semanas ou meses, mas em alguns casos são permanentes.

A micro escleroterapia envolve injecções de esclerosante nas varizes pequenas. As paredes da veia unem-se e a veia seca. Por vezes, as injecções podem lesionar a pele, causando bolhas ou até pequenas úlceras, que curam deixando uma cicatriz.

Os resultados são satisfatórios?

Os resultados da microescleroterapia variam de doente para doente e são praticamente imprevisíveis. Costumo dizer, a quem está a ponderar fazer o tratamento, que, em dez pessoas, cerca de seis têm bons resultados e ficam satisfeitas; duas melhoram bastante; uma melhora apenas um pouco; e uma não obtém bons resultados e, possivelmente, surgem manchas castanhas e, por isso, não fica satisfeita com o tratamento.

É muito importante ter em consideração esta baixa taxa de insucesso da microscleroterapia e a impossibilidade de fazer desaparecer todas as pequenas marcas na pele. Contudo, a maioria dos doentes fica satisfeita com a melhoria estética que a microscleroterapia fornece. Nos meses ou anos que se seguem a um tratamento por microescleroterapia, podem aparecer novas varizes, que podem ser tratadas a qualquer momento.

No comments yet.

Deixe uma resposta

*