O que pode afastar um jogador de futebol dos relvados

O lugar de um jogador de futebol é no campo de futebol, quando está a desempenhar as suas funções de acordo com a posição que ocupa no terreno de jogo e no seio da equipa. No entanto, existem situações que afastam um jogador do futebol dos relvados. São elas:

Castigos disciplinares

Os castigos disciplinares, como o próprio nome indica, têm o objetivo de punir os jogadores de futebol em termos de disciplina. Para que se verifiquem, é preciso que os jogadores não tenham respeitado as regras impostas (os princípios do clube, as regras do grupo de trabalho, as regras do próprio jogo, indicações dos árbitros, entre outras obrigações) e, como tal, são castigados em conformidade. Existem várias infrações que os jogadores podem cometer e vários castigos disciplinares que podem ser sancionados, mas um dos piores é o que afasta os jogadores dos relvados de futebol, pois impossibilita-lhes de fazer aquilo que mais gostam: jogar à bola.

Lesões desportivas

As lesões desportivas são o maior pesadelo dos futebolistas e podem acontecer a qualquer altura num dado treino ou competição específica. O seu aparecimento faz parte da carreira de um jogador e cabe ao futebolista saber lidar com isso da melhor maneira possível. Muitas vezes, as lesões prejudicam a performance de uma equipa e fazem até com que ela perca o seu favoritismo junto de quem gosta de fazer apostas desportivas e da comunicação social. Existem vários tipos de lesões desportivas (uma mais graves que outras) mas as que afastam os jogadores dos relvados durante um maior período de tempo são as que ocorrem nos joelhos, nomeadamente as ruturas totais de ligamentos.

Problemas médicos

São já vários casos conhecidos de jogadores de futebol que tiveram de abdicar das suas carreiras profissionais (no início ou até numa fase mais adiantada) por motivos médicos: uma insuficiência cardíaca, problemas coronários, esclerose múltipla, entre outras incapacidades relacionadas com a saúde. Ninguém está livre do aparecimento de uma doença ou de uma complicação médica e os jogadores de futebol profissional não são uma exceção a essa regra.

Dificuldades económicas

À exceção dos jogadores de futebol de elite, como Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, Lionel Messi, do Barcelona, Wayne Rooney, do Manchester United, entre outros jogadores de seleção, a maioria dos futebolistas passa por dificuldades económicas e, muitas vezes, são obrigados a arranjar um outro trabalho para pagarem as contas lá de casa. As pessoas pensam que esta é uma atividade muito rentável e é, de facto, para aqueles que conseguem singrar nos clubes principais dos respetivos países, mas a realidade é que a maioria dos futebolistas (principalmente dos escalões mais baixos) não tem condições para viver do futebol e, como tal, preferem afastar-se da bola.

Traumas psicológicos

Muitos jogadores sofrem traumas psicológicos que os impedem de dar o seu contributo à equipa em campo. Isso pode acontecer por várias desordens psicológicas: motivadas por problemas familiares, más companhias ou até drogas e vícios. Os jogadores de futebol também são humanos e cedem às “tentações”, pois não estão imunes a este tipo de calamidades e patologias. Quando o jogador está envolto neste tipo de situação, o seu rendimento em campo é nulo e quando assim é, o cenário mais provável é a rescisão do contrato de trabalho.

Falta de documentação

Outro fator muito importante e que afasta um jogador de futebol dos relvados é a falta de documentação legal para jogar futebol. Isto acontece muito aos jogadores sul-americanos que viajam para a Europa, nomeadamente para Inglaterra, com o intuito de singrar no futebol. Muitas vezes, são excelentes jogadores, mas o facto de não terem permissões de trabalho para atuarem nos clubes de um determinado país, faz com que fiquem afastados dos campos de futebol.

Não ter contrato de trabalho

Quando um jogador de futebol vê o seu contrato de trabalho expirar ou quando não tem qualquer tipo de vínculo laboral a clube de futebol profissional, fica automaticamente impedido de competir dentro dos campos de futebol. Nestas condições, ele fica afastado dos relvados à espera de conseguir (ou que o seu empresário consiga) um contrato profissional que lhe permita voltar à sua atividade.

No comments yet.

Deixe uma resposta

*