Trocas: Uma Alternativa Suntentável para Enfrentar a Crise

Não é de hoje que a humanidade precisa se reinventar em épocas de dificuldades. Porém, o que despercebemos é que, às vezes, a “novidade” é retomar algumas práticas consagradas do passado. Duvida disso?

É fato que, inicialmente, o homem comercializava através de simples troca ou escambo. A mercadoria era avaliada na quantidade de tempo ou força de trabalho gasta para produzi-la, ou até mesmo pela necessidade que o “comprador” tinha por determinado produto.

Com a criação da moeda, o valor das mercadorias ou dos bens se tornou independente da força do trabalho. Com o surgimento dos bancos, apareceu uma nova atividade financeira em que o próprio dinheiro é uma mercadoria. E em cada país essa “mercadoria” tem um custo.

Deste modo, a sociedade em geral se “acomodou” com o dinheiro. Troca-se serviços por salário em dinheiro e mercadorias, produtos e bens também por dinheiro. Mas, e se o dinheiro desaparecer? “Estranho”? No entanto, é isso que claramente acontece hoje no Brasil. Não vamos aqui discutir os motivos que levaram a isso, políticas econômicas pouco sustentáveis, desequilíbrio fiscal, corrupção, fraudes, fatores externos, cenário mundial, etc… A realidade é que precisamos “reinventar”, cada um de nós, seja no trabalho, em casa e no dia a dia, formas para enfrentar e superar a crise.

trocas

Neste respeito, a maneira encontrada por muitos é retomar a prática das trocas. Se não temos como conseguir dinheiro, por que não trabalhar por aquilo que precisamos adquirir? Ou, se não podemos vender por dinheiro porque não trocar por aquilo que necessitamos?

É nessa onda que estão crescendo em todo o mundo sites como o TROCAZAP ou TROCANET onde o foco é a troca. Pode-se vender… mas porque não, trocar?

Lá encontra-se todo tipo de anúncios, pessoas trocando produtos com ou sem volta de dinheiro, um pelo outro ou serviços por produtos. Um exemplo interessante: têm anúncio de troca de retífica de motor por ps4, geladeira ou outro produto de interesse.

Há também anúncios de celulares, veículos, roupas, produtos de informática, ou seja tudo que pode ser comercializado, com a opção de troca para possibilitar o negócio.

A verdade é que novamente “reinventamos”. Que essa opção, seja mais uma oportunidade real de suprirmos nossas necessidades em épocas tão difíceis.

Ainda mais, numa realidade cada vez mais sustentável, que urgentemente precisamos implantar, não será esse o caminho para evitar e combater melhor o desperdício?

Para responder essa pergunta… basta analisarmos em nossa casa ou trabalho aqueles itens que já não usamos por mais de 6 meses ou até anos. Seriam essas realmente aquisições necessárias? Ou foram mais uma compra impulsiva como tantas outras que já realizamos?

É verdade que o “sistema” é movido pelo marketing, e não podemos negar, eles são muito eficientes. Cada vez mais a propaganda e as “maravilhosas” vitrines criam em nós o anelo pelo mais novo, pelo melhor, pelo lançamento.

É só “ouvirmos” a palavra promoção que quase que instantaneamente dedicamos toda nossa atenção, e porque não, nosso desejo.

Por outro lado, o “planeta” e nosso bolso clamam por uma opção mais consciente e ecologicamente correta! Está em nossas mãos a oportunidade de fazê-lo e contribuir em muito para o nosso futuro e de toda a humanidade.

Links Úteis:

No comments yet.

Deixe uma resposta

*