Desenvolvimento humano e organizacional com avaliação 360

avaliação 360Esta sem dúvida alguma é o que podemos considerar da forma mais eficiente e eficaz para se apoiar todo o desenvolvimento humano e organizacional desde que seja utilizada e principalmente realizada corretamente.

A chamada avaliação 360° ou também chamado de Feedback 360 graus nada mais é do que um instrumento de desenvolvimento que poderá ser utilizado por qualquer pessoa que tiver um interesse em se autoconhecer procurando se enxergar a partir de uma série de perspectivas. Quando este tipo de avaliação é utilizada através de um sistema organizacional é possível se ter a contribuição de forma bastante significativa do chamado desenvolvimento de competências bem como os comportamentos de liderança que são demandados da organização.

O processo se trata de um sistema onde a avaliação é feita e o profissional deverá receber um feedback bastante estruturado do seu superior, bem como seus pares e ainda seus subordinados, fazendo uma autoavaliação do seu trabalho. O chamado 360° poderá ser realizado de maneira formal ou não, avaliando todas as determinadas competências consideradas específicas ou ainda simplesmente perguntando sobre todos os comportamentos considerados demonstrados. Esta avaliação é realizada de forma anônima, o que oferece um feedback considerado muito mais honesto e também completamente transparente.

Seus resultados deverão consolidar todas as percepções e funcionam como se fossem um espelho de quatro faces, onde é possível se comparar a visão de cada um dos grupos com uma visão que se tem de si próprio, gerando assim poderosos insights interessantes para o seu participante.

É interessante ainda se ressaltar que as avaliações de 360 graus poderão mensurar uma percepção, mas não poderá ainda ser levada em conta como uma verdade absoluta. Ela deverá ser utilizada para uma reflexão e ainda desenvolvimento, mas não deve ser levada em conta como um instrumento de mensuração da performance de trabalho, ou ainda ser um ponto subsidiado dos programas de remuneração variáveis. Jamais deverá ser utilizado como um feedback punitivo, bem como se utilizar de informações voltadas para metas não apropriadas, stresse, cinismo, descrença e ainda toda a falta de participação do funcionário no ambiente empresarial.

 

 

No comments yet.

Deixe uma resposta

*