Entenda melhor a condição de psoríase, conhecendo os seus tipos

Entenda melhor a doença de pele psoríase, conhecendo os seus diferentes tipos.

psoríase
São muitos os tipos de psoríase, e apesar de ela ser uma condição, existem vários tipos de psoríase diferentes, conheça algumas logo abaixo, e saiba identificar e diferenciar as mesmas caso esteja desconfiado que possui o problema.

Psoríase em placas

psoríase no cotovelo

Esta é a forma mais conhecida, mais tratável, e mais comum da doença, o que afeta pelo menos 80% das pessoas que tem a doença em forma de placas. Ela é uma condição que poderá aparecer em qualquer lugar, mas é encontrada nos cotovelos, nos joelhos, nas costelas e no couro cabeludo. Seus sintomas devem incluir placas elevadas, de coloração vermelha e cobertas por escamas brancas e prateadas, estas que caem regularmente.

A psoríase de couro cabeludo

Esta condição da doença afeta entre 50 a 80% das pessoas que possuem esta condição, e a condição em si é na verdade a mesma que acontece no caso de psoríase em placas. A psoríase de couro cabeludo varia muito entre leve e discreta, com uma descamação fina, além de muito grave, que poderá acontecer com placas grossas encrostadas, que cobrem totalmente o couro cabeludo, e se estende bem além da linha do cabelo para a testa, para a parte de trás do pescoço e no entorno das orelhas.

Psoríase gutata

Este é um tipo da doença que afeta apenas 10% dos pacientes com esta condição, a maioria das vezes que ela ocorre é nas crianças e adolescentes, aparecendo como pontos vermelhos e escamosos, que se parecem com gotas de água vermelha, devidamente borrifadas pelo seu corpo.

Os tratamentos de utilização tópica são os preferidos para esta condição, em contrapartida, a fototerapia poderá também ser eficaz. Uma medicação oral ou ainda injeções são utilizadas apenas em casos graves da doença, e a psoríase Gutata poderá evoluir para psoríase do tipo de placas, o que é uma forma mais comum da doença.

Outros tipos de psoríase

Existem outros tipos de psoríase, como por exemplo a psoríase flexural ou inversa, a artrite psoriática, bem como a psoríase etritrodérmica, analise cada uma destas possibilidades, e saiba que a psoríase pode sim ser tratada, o problema maior é o preconceito que deve ser tratado jutno da doença.

No comments yet.

Deixe uma resposta

*