Quais os tipos de psoríase? Psoríase em placas, do Couro cabeludo, Gutata e Artrite psoriásica

Conheça quais os tipos de psoríase que existem, e saiba mais sobre eles!

psoríase
Psoríase em placas

A psoríase em placas é a forma mais comum da doença, que afeta pelo menos 80% das pessoas, com psoríase. Esta situação da doença poderá aparecer em qualquer lugar, em contrapartida, ela é encontrada principalmente em cotovelos, joelhos, nas costas e no couro cabeludo. Seus sintomas deverão incluir as placas elevadas, vermelhas totalmente cobertas por escamas, além de brancas e prateadas que podem cair regularmente.

Psoríase do couro cabeludo

Esta é uma doença que afeta em torno de 50 a 80% das pessoas com psoríase, é uma condição em si que na verdade é a mesma que a psoríase em placas. A psoríase de couro cabeludo varia bastante de leve e discreta, com descamação fina, a muito grave, onde poderá aparecer com placas grossas e encrostadas cobrindo todo o couro cabeludo, e se estende bem além das linhas de cabelos para a testa, para a parte de trás do pescoço e no entorno das orelhas.

Psoríase gutata

Este é um tipo da doença que afeta pelo menos 10% das pessoas com psoríase, a maioria delas são crianças e adolescentes, e aparecem como pequenos pontos de vermelhidão e escamas, o que se parecem com gotas de água vermelha devidamente borrifadas ao corpo.

A psoríase gutata, em muitas vezes poderá ser desencadeada por infecções de garganta, ou ainda estreptococos, os casos considerados mais leves, poderão desaparecer até mesmo sem tratamento. Já o tratamento tópico deverá ser o tratamento preferido, mas a fototerapia também pode ser bastante eficaz no trato deste problema. A psoríase gutata poderá evoluir para do tipo placas, o que é a forma mais comum da doença.

Artrite psoriásica

Pelo menos 30% das pessoas que possuem psoríase desenvolvem a artrite psoriásica. A partir disto, os sintomas da artrite psoriásica deverão incluir dores, rigidez, inchaço no entorno das articulações, entre uma série de outras coisas.

É muito provável que se possa desenvolver entre pessoas que tenham idade entre 30 a 50 anos de idade. E ambos os genes e os fatores ambientais poderão desempenhar um papel importante quando o assunto é o surgimento desta doença. Além disto, a doença é tratada da mesma forma que a artrite reumatoide.

No comments yet.

Deixe uma resposta

*